Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

MOURISCAS - TERRAS E GENTES

Criado em 2004 para falar de Mouriscas e das suas gentes. Muitos artigos foram transferidos doutro espaço. Podem ter desaparecido parágrafos ou espaços entre palavras, mas, em geral, os conteúdos serão legíveis e compreensíveis.

MOURISCAS - TERRAS E GENTES

Criado em 2004 para falar de Mouriscas e das suas gentes. Muitos artigos foram transferidos doutro espaço. Podem ter desaparecido parágrafos ou espaços entre palavras, mas, em geral, os conteúdos serão legíveis e compreensíveis.

Prof. Manuel Marques Esparteiro

09.01.07 | João Manuel Maia Alves
[Error: Irreparable invalid markup ('<img [...] 0">') in entry. Owner must fix manually. Raw contents below.]

<img alt="m_esp.JPG" src="http://motg.blogs.sapo.pt/arquivo/m_esp.JPG" width="136" height="130 border="0" />Manuel Marques Esparteiro, nascido em Mouriscas em 1893, foi um brilhante professor de Matemática na Universidade de Coimbra. Vamos ver um pouco da sua vida, começando por examinar dois documentos referentes à sua carreira académica, respeitando a ortografia em que foram escritos, com quase total ausência de acentos.---- Bacharel com 19 valores ---- Manuel da Silva Gaio , Bacharel formado em Direito pela Universidade de Coimbra, secretario da mesma Universidade:Certifico, em face do Livro das Informações dos Bachareis nas Faculdades Academicas, que Manuel Marques Esparteiro, filho de Luiz Marques Esparteiro, natural de Mouriscas, concelho de Abrantes, districto de Santarem, Bacharel na Secção de sciencias matematicas, fora votado em Congregação da Faculdade de Sciencias de vinte oito de julho de mil novecentos e dezassete com a seguinte informação final: Em merecimento literario: Muito Bom, com dezanoves valores.A presente vai firmada com o selo branco desta UniversidadeSecretaria da Universidade de Coimbra, em 2 de novembro de 1917---- Doutorado com 19 valores ----Universidade de CoimbraFaculdade de Sciencias1ª SecçãoSciencias matematicasDoutoramento do BacharelManuel Marques Esparteiro- em 30 de Julho de 1924Aos trinta dias do mês de Julho de mil novecentos vinte e quatro compareceram na Sala &#8220;Gomes Teixeira&#8221; &#8211; dos Gerais da Universidade de Coimbra os Exmos. Doutores João José de Antas Souto Rodrigues, Luciano Antonio da Silva, Diogo Pacheco de Amorim; João Pereira da Silva Dias e José Vicente Martins Gonçalves, professores da 1ª Secção da Faculdade de Sciencias da mesma Universidade &#8211; a fim de constituídos em juri, presidido pelo primeiro dos mencionados professores, procederam ao exame de Doutoramento na referida Secção, do Bacharel Manuel Marques Esparteiro, filho de Luís Marques Esparteiro, natural de Mouriscas, concelho de Abrantes, distrito de Santarem.Argumentaram na dissertação do candidato intitulada &#8220;Sobre o conceito do Integral definido e sua generalizações&#8221; durante o tempo legal de uma hora, nos termos do § unico do artigo 31º do Decreto com força de lei de 1911, do artigo 17 do Regulamento das Faculdades de Sciencias de 22 de agosto de 1911 e em harmonia com a indicação do artigo 13º do Decreto numero 4:647, de 13 de Julho de 1918 &#8211; os vogais do juri Exmos. Doutores Diogo Pacheco de Amorim e José Vicente Martins Gonçalves.Terminado o exame &#8211; que, segundo o disposto no citado artigo 17º do Regulamento constava apenas dessa prova &#8211; e procedendo-se à votação, foi o candidato, Bacharel Manuel Marques Esparteiro, aprovado com a classificação de Muito bom com dezanove valores &#8211; ficando graduado Doutor em Sciencias matemáticas.De tudo para constar se lavrou este termo que vai ser assinado pelos Exmos. Membros do juri, depois de lido por mim José Maria Antunes, segundo oficial da Secretaria geral da Universidade de Coimbra: servindo de secretario o subscrevi.(Continua)O administrador deste blogue expressa os seus agradecimentos ao Prof. José Vitória, da Universidade de Coimbra, pelo envio de reproduções dos documentos transcritos. Agradecimentos também ao Dr. Rui Lopes, de Coimbra, pelo envio duma foto donde foi possível destacar a figura do Prof. Manuel Marques Esparteiro.