Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

MOURISCAS - TERRAS E GENTES

Criado em 2004 para falar de Mouriscas e das suas gentes. Muitos artigos foram transferidos doutro espaço. Podem ter desaparecido parágrafos ou espaços entre palavras, mas, em geral, os conteúdos serão legíveis e compreensíveis.

MOURISCAS - TERRAS E GENTES

Criado em 2004 para falar de Mouriscas e das suas gentes. Muitos artigos foram transferidos doutro espaço. Podem ter desaparecido parágrafos ou espaços entre palavras, mas, em geral, os conteúdos serão legíveis e compreensíveis.

Falar mourisquense (10)

03.10.06 | João Manuel Maia Alves
Vejamos mais algumas palavras e expressões mourisquenses.

DEDENDER O SEU VULTO – Defender a sua posição, a sua pessoa, a sua reputação. (Em qualquer emprego há gente boa e má, com boas e más intenções. Uma pessoa tem que defender o seu vulto.)

QUE JEITOS? - Usa-se para indagar em que circunstâncias ocorreu um acontecimento. (Ele ontem partiu um braço. Então, que jeitos? Escorregou e caiu mal.)

ESCALABARDAR – Ferir superficialmente. (Escorregou contra uma parede e ficou com um braço todo escalabardado.)

LAVARINTO – Barulheira, grande barulho. (Ele bateu na mulher. Ralharam. Os filhos choravam e berravam. Foi um lavarinto que acordou toda a gente.)

ANDAR AOS SABIDOS – Deixar de trabalhar e passar a viver rotativamente em casa de parentes. (Ele deixou de se ver; anda aos sabidos por casa dos filhos.)

DAR BOAS ÁGUAS – Dar esperança, uma perspectiva optimista. (Ele foi perguntar ao cunhado se lhe queria comprar a casa. Parece que o cunhado lhe deu boas águas.)

ENDIREITOS – Direcção. (Quando cheguei aos endireitos do moinho vi um bando de patos a voar.)

EXEMPLO – Cena que inspira ternura. Alguém vê uma criança, um cão e um gato a dormir encostados uns aos outros e diz. “Olha que exemplo!”.

PERIGO – Raio no sentido de descarga eléctrica entre uma nuvem e o solo. (Caiu um perigo naquela oliveira e rachou-a.)

OFENDER – Partir, romper. (Caiu mal e não lhe dói nada mas pode ter ofendido alguma coisa lá por dentro.)

RELOUCADO – Tonto. (Que é que essa velha reloucada quer? Ele deixou de trabalhar e passa a vida na taberna. Está reloucadinho de todo.)

PUXAR PARA – Hospedar-se, ficar em. (Quando ele vem a Mouriscas, puxa para casa do cunhado.)

DE RANGAMALHO – De rojo, arrastando pelo chão. (Ele trouxe a lenha de rangamalho.)