Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

MOURISCAS - TERRAS E GENTES

Criado em 2004 para falar de Mouriscas e das suas gentes. Muitos artigos foram transferidos doutro espaço. Podem ter desaparecido parágrafos ou espaços entre palavras, mas, em geral, os conteúdos serão legíveis e compreensíveis.

MOURISCAS - TERRAS E GENTES

Criado em 2004 para falar de Mouriscas e das suas gentes. Muitos artigos foram transferidos doutro espaço. Podem ter desaparecido parágrafos ou espaços entre palavras, mas, em geral, os conteúdos serão legíveis e compreensíveis.

Dr. Carlos Alberto Santana Maia

12.09.06 | João Manuel Maia Alves
c_a_s_maia.JPGO Dr. Carlos Alberto Santana Maia é um mourisquense muito ilustre. Do seu notável currículo consta o elevado e prestigioso lugar de Bastonário da Ordem dos Médicos. É uma grande honra para este blogue incluir este artigo em que se dá uma ideia da sua brilhante carreira.Carlos Alberto Raposo de Santana Maia nasceu a 10 de Maio de 1936 em Mouriscas, concelho de Abrantes. Foram seus pais duas pessoas que foram muito importantes na comunidade mourisquense - Cremilde Moreira Raposo e João Gualberto Santana Maia, médico e professor. É descendente em quinto grau de António Ferreira Sant' Anna, nascido em 1789 em Alagoa, concelho de Portalegre e já referido em vários artigos deste blogue. No ensino primário foi aluno de seus avós maternos, os distintos e saudosos professores Matias Lopes Raposo e Maria Amélia da Conceição Moreira.Os seus estudos secundários até ao antigo 5º ano do liceu foram realizados em Mouriscas, no Colégio Infante de Sagres, de que seu pai era proprietário. Aqui voltou a encontrar como professores os seus avós maternos. Rumou depois a Santarém, onde frequentou o liceu local e fez o antigo 7° ano, em 1953, tendo sido o aluno do liceu com maior classificação.Ingressou na Faculdade de Medicina de Coimbra, tendo, no segundo ano, sido eleito representante do curso, função que desempenhou até ao final e, em 1958, no quinto ano, foi presidente da Comissão Central da Queima das Fitas da Universidade de Coimbra. Depois dos seis anos de curso e um de estágio clínico, terminou a Licenciatura, com a apresentação de uma Dissertação, cujo tema foi "A trombo-elastografia no estudo da coagulação sanguínea", classificada com 17 valores. Também em 1960 obteve o diploma do Curso de Ciências Pedagógicas da Faculdade de Letras de Coimbra.Em finais de Agosto do mesmo ano iniciou a prestação do serviço militar, tendo frequentado o Curso de Oficiais Milicianos, primeiro em Mafra e depois em Lisboa.Concluído o curso, foi colocado no Hospital Militar de Coimbra e, em Março de 1961, foi chamado para o Curso de Caçadores Especiais no Centro de Instrução de Operações Especiais, em Lamego.Como médico de uma Companhia de Caçadores Especiais e após a instrução desta, no Batalhão de Caçadores 5, em Lisboa, foi mobilizado para o norte de Angola, onde permaneceu até finais de 1963.Regressado de Angola, tomou posse do lugar de Assistente de Terapêutica Médica na Faculdade de Medicina de Coimbra por convite do Professor Antunes de Azevedo, com quem trabalhou até 1972. Nesse ano, foi aprovado por unanimidade no concurso nacional para o cargo de Director do Serviço de Medicina do Centro Hospitalar de Coimbra, não sem antes ter realizado o exame final do Internato Complementar de Medicina Interna, e concluído o concurso nacional de provas públicas, práticas e teóricas para Assistente Hospitalar de Medicina Interna.Em 1974, foi eleito Presidente da Comissão Instaladora do Centro Hospitalar de Coimbra, sucedendo ao conhecido Professor Bissaya Barreto e, em 1977, reeleito Presidente do Conselho de Gerência, onde permaneceu até 31 de Dezembro de 1980. Entretanto, havia orientado a programação da ampliação do Hospital dos Covões para instalação de novos serviços, e fez também parte de numerosas comissões e grupos de trabalho, na qualidade de Director do Centro Hospitalar de Coimbra. Durante o seu mandato, foram ainda executadas obras de ampliação na Maternidade Bissaya Barreto e foi aberto o Hospital Pediátrico de Coimbra, em 1 de Junho de 1977. Toda esta actividade mereceu, em 1979, por parte do Ministério dos Assuntos Sociais, um voto de louvor e reconhecimento, tendo em conta os altos e prestimosos serviços prestados à causa da Saúde.De 1975 a 1983, período em que foi ministrado o ensino médico pré-graduado na Unidade de Ensino Clínico do Centro Hospitalar de Coimbra, presidiu ao Conselho Científico e foi o Professor das Cadeiras de Clínica Médica e de Deontologia. No âmbito do ensino médico pós-graduado, impulsionou a criação do Instituto de Clínica Geral de Coimbra, tendo sido eleito para o seu primeiro Conselho Directivo em 1982. Ainda como docente, leccionou nas Escolas Superiores de Enfermagem Ângelo da Fonseca e de Bissaya Barreto, bem como na Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Coimbra, para cuja criação contribuiu.Presidiu ou integrou inúmeros júris de exame dos vários graus da carreira hospitalar quer nos Hospitais Centrais de Lisboa, Porto, Coimbra e Funchal, quer a nível de Hospitais Distritais.Como bolseiro da Fundação Calouste Gulbenkian, fez investigação científica no domínio da diabetes mellitus e metabolismo do ferro. Tem 51 trabalhos científicos publicados, é membro de 12 Sociedades Científicas, nacionais e internacionais, e proferiu mais de uma centena de conferências e comunicações, nomeadamente em Portugal, Espanha, França, Holanda, Polónia, Brasil, Moçambique e Macau.Com a sua criação, em 1988, presidiu à Comissão de Ética do Hospital, onde continuou a desempenhar as funções de Director do Serviço de Medicina e de Chefe de Equipa no Banco de Urgências.(Continua)