Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

MOURISCAS - TERRAS E GENTES

Criado em 2004 para falar de Mouriscas e das suas gentes. Muitos artigos foram transferidos doutro espaço. Podem ter desaparecido parágrafos ou espaços entre palavras, mas, em geral, os conteúdos serão legíveis e compreensíveis.

MOURISCAS - TERRAS E GENTES

Criado em 2004 para falar de Mouriscas e das suas gentes. Muitos artigos foram transferidos doutro espaço. Podem ter desaparecido parágrafos ou espaços entre palavras, mas, em geral, os conteúdos serão legíveis e compreensíveis.

Juíza Conselheira Maria Laura Santana Maia

09.09.04 | João Manuel Maia Alves

Em maio de 2004 Maria Laura Santana Maia tornou-se na primeira juíza conselheira do Supremo Tribunal de Justiça. A sua escolha foi feita por unanimidade em sessão plenária do Supremo Tribunal de Justiça.

Foi amplamente noticiada nos meios de comunicação falados e escritos a ascensão em Portugal da primeira mulher a tão elevado cargo. O Prof. Marcelo Rebelo de Sousa não deixou de lhe dar atenção numa das suas intervenções televisivas dominicais.

A Juíza Conselheira Maria Laura Santana Maia tem raízes mourisquenses. É facto que nem todos os mourisquenses sabem e que merece destaque neste blogue dedicado a Mouriscas e suas gentes.

Nesta foto vemos a Juíza Conselheira Maria Laura Santana Maia no dia em que tomou posse, acompanhada do seu primo Manuel Lopes Maia Gonçalves, mourisquense que foi juiz conselheiro do Supremo Tribunal de Justiça, grande especialista em Direito Penal, de que publicou livros com muitas edições, e um dos maiores juristas portugueses do século XX. 

 

 

 

Maria Laura Santana Maia nasceu em Ponte de Sor, a 8 de outubro de 1937, e recebeu o nome de Maria Laura de Carvalho Santana Maia. O pai chamava-se António Maria Santana Maia, nasceu no Casal da Figueira, em Mouriscas, no ano de 1903, e foi advogado, notário e lavrador durante muitos anos em Ponte de Sor. Os seus irmãos, tios de Maria Laura, foram João Gualberto Santana Maia, médico em Mouriscas e dono do Colégio Infante de Sagres, Manuel Agostinho Santana Maia, médico no Hospital da Misericórdia de Abrantes, Ermelinda Lopes Maia, Eugénia Lopes Maia, Martinha Lopes Maia e Maria José Lopes Maia. Todos nasceram no Casal da Figueira, em Mouriscas

A Juíza Conselheira Maria Laura é descendente em quinto grau de António Ferreira Santana, o homem nascido ao pé de Portalegre de quem, como referido no artigo Santanas (1), em http://motg.blogs.sapo.pt/2499.html, descendem os Santanas com origem em Mouriscas

Merece realce na carreira de Maria Laura Santana Maia o facto de só aos 30 anos, depois de enviuvar e com dois filhos de tenra idade, ter começado a estudar direito, numa altura em que ainda a carreira da magistratura estava vedada a mulheres.

Foi delegada do Ministério Público em localidades como Nisa, Loulé ou Guimarães. Chegou depois a juíza, tendo estado colocada em Serpa, Mértola e Cartaxo, antes de ingressar no 17.º Juízo Cível de Lisboa, em 1988. Entretanto, já em Lisboa, era docente do Centro de Estudos Judiciários. Em 1995 foi nomeada desembargadora do Tribunal da Relação de Évora.

Palmas para a Srª Juíza Conselheira Maria Laura Santana Maia, de raízes mourisquenses, raízes essas que sabemos que ela tem em elevada estima!