Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

MOURISCAS - TERRAS E GENTES

Criado em 2004 para falar de Mouriscas e das suas gentes. Muitos artigos foram transferidos doutro espaço. Podem ter desaparecido parágrafos ou espaços entre palavras, mas, em geral, os conteúdos serão legíveis e compreensíveis.

MOURISCAS - TERRAS E GENTES

Criado em 2004 para falar de Mouriscas e das suas gentes. Muitos artigos foram transferidos doutro espaço. Podem ter desaparecido parágrafos ou espaços entre palavras, mas, em geral, os conteúdos serão legíveis e compreensíveis.

Falar mourisquense (3)

21.02.06 | João Manuel Maia Alves
Vejamos mais alguns termos mourisquenses.

VIVOS – Animais domésticos. (Deixei os vivos todos tratados.)

BRABO – Que não é manso. (Não te chegues muito àquele cão, que ele é brabo.) Zangado. (Ficou muito brabo quando lhe roubaram as galinhas.) Inculto, falando de terrenos. (Estas fazendas estão todas brabas.) Daninho, prejudicial. (Temos que arrancar as ervas brabas.)

FEZES – Problemas, complicações. (Os filhos são uns bêbados. Só lhe têm dado fezes.)

SAPO INCHADO – Vaidoso, emproado. (Desde que foi trabalhar para Lisboa parece um sapo inchado.)

ARMAZÉM – Homem volumoso. (Ele está muito gordo. Parece um armazém.)

DAR PÃO QUENTE – Dar água pela barba, causar trabalhos ou dificuldades. (Aquela briga com o cunhado ainda lhe há-de dar pão quente.)

FILHOS DA MESMA CAMA – Filhos do mesmo pai e da mesma mãe. (Aquelas partilhas não devem ser fáceis. São filhos da mesma cama, mas nunca se deram bem.)

FILHOS DE DUAS CAMAS – Meios-irmãos. (A mãe casou duas vezes. Há ali filhos de duas camas.)

DIRRIGIR – Dirigir, orientar. (Ele é que dirrige o trabalho lá no escritório.

SIM – Si. (Esta laranja é para mim e esta é para sim.)

BORRACEIRA – Nevoeiro. (Está uma borraceira que não deixa ver nada.)

CARUJAR, CARUJO – Cair chuva muidinha, chuva muidinha. (Tem estado a carujar toda a manhã.)

CAÇOLA – Vaso de barro estreito em baixo, largo em cima e pouco alto, usado para cozer ao lume.

CAÇOLADA – Conteúdo duma caçola. (Nos casamentos de antigamente faziam-se grandes caçoladas de carne. Aquele gato dava uma grande caçolada.)

VIR A MULHER DO LEITE – Ocorrem más consequências. (Ele tem feito trinta por uma linha à mulher e aos filhos. Deixa que um dia há-de vir a mulher do leite.)


Autor do artigo: João Manuel Maia Alves