Terça-feira, 12 de Julho de 2005

Antroponímia mourisquense (4)

Neste artigo o autor, Carlos Lopes Bento, continua a examinar a antroponímia mourisquense entre 1860 e 1910.

DOS APELIDOS

Os apelidos têm múltiplas proveniências. Derivam dos nomes próprios, dos sobrenomes e dos nomes geográfico-étnicos e de nomes comuns, estando relacionados com o homem em geral e suas qualidades físicas e morais, parentesco, condições de nascimento, fases da vida, status social, profissões e ocupações, religião e magia, com os reinos da natureza e fenómenos atmosféricos. (Para um conhecimento mais sistematizado e aprofundado consultar LEITE DE VASCONCELOS, J., op. cit., p. 176 e segts.)

APELIDOS MASCULINOS

Abreu; Agudo; Ai; Alavancas; Albino; Almeida; Alpalhão; Alves; Amante; Amaro; Amorim;
Andrade; Anjos; António; Antunes; Aparício; Apolinário; Augusto; Azedo; Balsinha; Barracas; Batista; Belo; Benta; Bento; Bernardino; Bernardo; Bica; Bichinho; Bicho; Branco; Braz; Cabaço; Cadete; Calado; Calhoa; Candeias; Carda; Cardoso; Carrilho; Cartaxo; Carvalhal; Carvalho; Chambel; Chanfanel; Clara; Clérigo; Coelho; Cordeiro; Corga; Correia; Costa; Covas; Cruz; Custódio; David; Delgado; Dias; Diniz; Domingos; Duarte; Duque; Esparteiro; Esteves; Estrada; Estrela; Falcassa, Faria; Farinha; Faustino; Felipe/Filipe; Fernandes; Ferraz; Ferreira; Ferro; Figueiredo; Florentino; Floríbio; Fontinha; Fortuna; Frade; Francisco; Franco; Frederico; Freire; Gabriel; Garcia; Geraldes; Gomes; Gonçalves; Grácio; Grilo; Grossinho; Gueifão; Heitor; Henrique; Hermenegildo; Inácio; Jesus; João; Joaquim; Jorge; José; Ladeira; Lameira; Largo; Leitão; Lona; Lopes; Loureiro; Lourenço; Louro; Lúcio; Machado; Maia; Maínha; Manuel; Marcelino; Marcos; Margarido; Maria; Marques; Martinho; Martins; Matias; Matinhos; Matos; Melo; Mendes; Mestre; Moleiro; Morgado; Mota; Motas; Mouco; Mouro; Nabiça; Nepumuceno; Neta; Neves; Nobre; Novo; Nunes; Oliveira; Parola; Pascoal; Paulo; Paulos; Pedritos; Pedro; Pépio; Pereira; Picão; Pimenta; Pinho; Pires; Pita; Pombo; Quinas; Quintas; Ramos; Raposeiro; Raposo; Rego; Reis; Rito; Robalo; Rocha; Rodrigo; Rodrigues; Roiz; Roldão; Rombo; Rosa; Rosendo; Saboga; Santana; Santareno; Santos; Sebastião; Sequeira; Serra; Serrano; Serras; Sertainho; Silva; Silvério; Silvestre; Simão; Tavares; Tempera; Tiago; Trindade; Vale; Valente; Valério; Varandas; Vaz; Ventura; Vergasta; Veríssimo. (Total: cerca de 200)

SOBRENOMES E APELIDOS DO SEXO FEMININO

Aguda; Aires; Alexandra; Alexandre; Alexandrina; Alves; Ana; Anjos; Antónia; Aparícia;
Assunção; Baptista; Barbara; Benta; Bernarda; Cabaça; Calado; Cardigos; Carmo; Carolina; Carrilha; Catarina; Cecília; Chambel; Chambela; Clara; Coelha; Conceição; Cordeira; Costa; Cruz; Damásia; Delfina; Delgada; Dias; Dores; Duque ; Emília; Encarnação; Eugénia; Faustina; Felícia; Florência; Florinda; Fonseca; Fortunata; Francisca; Genoveva; Gestrudes; Gonçalves; Guapo; Gueifoa; Helena; Inácia; Inez; Isabel; Jacinta; Jesus; Joana; Joaquina; Linda; Lopes; Lordelo; Lourença; Lúcia; Luiz; Luiza; Machada; Maia; Maria; Mariana; Marques; Matos; Mendes; Micaela; Moreira; Mota; Moura; Neves; Nunes; Oliveira; Perdigoto; Pereira; Perpetua; Petiscalho; Picão; Piedade; Pimenta; Pires; Quitéria; Ramos; Rita; Rocha; Rodrigues; Rosa; Rosário; Sabina; Salgueira; Santos; Sebastiana; Silva; Teodora; Teresa; Trindade; Vaz; Vicência; Vitória.(Total: cerca de 106)

TOTAL DE SOBRENOMES E APELIDOS DOS DOIS SEXOS:

Abreu; Agudo; Aguda*; Ai; Aires*; Alavancas; Alcravela; Albino; Alexandra*; Alexandre*; Alexandrina; Almeida; Alpalhão; Alves; Alves*; Amante; Amaro; Amorim; Ana*; Andrade; Anjos; Anjos*; António; Antónia*; Antunes; Aparício; Aparícia*; Apolinário; Assunção*; Augusto; Azedo; Balsinha; Bandarra; Barracas; Baptista; Baptista*; Barbara*; Belo; Benta; Bento; Benta*; Bernarda*; Bernardino; Bernardo; Bica; Bichinho; Bicho; Branco; Braz; Cabaço; Cabaça*; Cadete; Calado; Calado*; Calhoa; Candeias; Carda; Cardigos*; Cardoso; Carmo*; Carolina*; Carrilho; Carrilha*; Cartaxo; Carvalhal; Carvalho; Catarina*; Cecília*; Chambel; Chambel*; Chambela*; Chanfanel; Chaves; Clara; Clara*; Clérigo; Coelho; Coelha*; Cordeiro; Cordeira*; Corga; Correia; Costa; Costa*; Covas; Cruz; Cruz*; Custódio; Damásia*;David; Delfina*; Delgado; Delgada*; Dias; Dias*; Diniz; Domingos; Dores* Duarte; Duque; Duque*; Emília*; Encarnação*; Esparteiro; Esteves; Estrada; Estrela; Eugénia*; Falcassa, Faria; Farinha; Faustino; Faustina*; Felícia*; Felipe/Filipe; Fernandes; Ferraz; Ferreira; Ferro; Figueiredo; Florência*; Florentino; Floríbio*; Florinda*; Fonseca*; Fontinha; Fortuna; Fortunata*; Frade; Francisco; Francisca*; Franco; Frederico; Freire; Gabriel; Garcia; Genoveva*; Geraldes; Gestrudes*; Gomes; Gonçalves; Gonçalves*; Grácio; Grilo; Grossinho; Guapo*; Gueifão; Gueifoa*; Heitor; Helena*; Henrique; Hermenegildo; Inácio; Inácia*; Inez*; Isabel*; Jacinta*; Jesus; Jesus*; João; Joana*; Joaquim; Joaquina*; Jorge; José; Ladeira; Lameira; Largo; Leitão; Linda*; Lona; Lopes; Lopes*; Lordelo*; Loureiro; Lourenço; Lourença*; Louro; Lúcio; Lúcia*; Luiz*; Luiza*; Machado; Machada*; Maia; Maia*; Maínha; Manuel; Marcelino; Marcos; Margarido; Maria; Maria*; Mariana*; Marques; Marques*; Martinho; Martins; Matias; Matinhos; Matos; Matos*; Matreiro; Melo; Mendes; Mendes*; Mestre; Micaela*; Moleiro; Morgado; Moreira*; Mota; Mota*; Motas; Mouco; Mouro; Moura*; Nabiça; Nepumuceno; Neta; Neves; Neves*; Nobre; Novo; Nunes; Nunes*; Oliveira; Oliveira*; Palheta; Parola; Pascoal; Paulo; Paulos; Pedritos; Pedro; Pépio; Perdigoto*; Pereira; Pereira*; Perpétua*; Petiscalho*; Picão; Picão*; Piedade*; Pimenta; Pimenta*; Pinho; Pires; Pires*; Pita; Pombo; Quinas; Quintas; Quitéria*; Ramos; Ramos*; Raposeiro; Raposo; Rego; Reis; Rita*; Rito; Robalo; Rocha; Rocha*; Rodrigo; Rodrigues; Rodrigues*; Roiz; Roldão; Rolim; Rombo; Rosa; Rosa*; Rosário*; Rosendo; Sabina*; Saboga; Salgueira*; Santana; Santareno; Santos; Santos*; Sebastião; Sebastiana*; Sequeira; Serra; Serrano; Serras; Sertainho; Silva; Silva*; Silvério; Silvestre; Simão; Tavares; Teodora*; Tempera; Teresa*; Tiago; Trindade; Trindade*; Vale; Valente; Valério; Varandas; Vaz; Vaz*; Ventura; Vergasta; Veríssimo; Vicência*; Vitória* (1).

(1) Os sobrenones apelidos do sexo feminino aparecem no final com *

De uma breve análise deste conjunto de sobrenomes e apelidos ressalta o seguinte:

1- Muitos apelidos têm origem em nomes próprios;

2- Verificam-se maiores frequência de apelidos masculinos, que tem a ver com a forma como se fazia o registo das crianças: Aparecia apenas o nome, uma ou outra vez, acrescido do sobrenome. Depois na vida real acrescentavam-se os apelidos, normalmente, primeiro o da mãe e depois o do pai ou do avô paterno, isto para o sexo masculino. Quanto ao sexo feminino era vulgar o nome vir acompanhado apenas do sobrenome e ou de um apelido, geralmente o do pai.

3- Entre os apelidos com maior frequência aparecem: Alves, Lopes, Oliveira, Serras, Marques, Dias, Branco, Lourenço, Matos, Cordeiro, ... ;

4- São de realçar como menos vulgares: Alavancas; Alcravela; Azedo, Bandarra; Bichinho; Bicho; Cabaça; Cabaço; Calhoa; Cardigos; Carregueiro, Chaves; Chibante; Clerigo; Estrada; Ferraz; Floribio; Frade; Guapo; Largo; Leite; Lercas; Lordelo; Matreiro; Moço; Nabiça; Nobre; Padre; Palheta; Parola, Pesticalho; Picão; Pombo; Rocha; Rolim; Rombo; ... .

5- Encontramos um número significativo de mulheres que usa os apelidos Lopes, Jesus e Dias;

6- É interessante e não muito vulgar verificar que muitos dos apelidos femininos aparecem no feminino: Aguda, Benta, Delgada; Lourença, Salgueira, Carrilha, Gueifoa, Lourença, Sabina, Chambela, ... . E também verificar que alguns apelidos masculinos aparecem no feminino: Benta, Calhoa (de Calhau), ... .

7- Também é de realçar que os apelidos Esparteiro e Ferro, apenas surgem nos registos, respectivamente, em 1891 e 1894. O primeiro com Luís Marques Esparteiro, filho de Manuel Marques, no registo da filha Jesovina. O segundo com José Maria Ferro, filho de Manuel de Matos, ao registar o seu filho Jesuvino.

8- Muitos dos apelidos descritos terão tido origens em alcunhas. É um ponto a explorar.


Texto da autoria de Carlos Bento.

(CONTINUA)
publicado por João Manuel Maia Alves às 15:15
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Junho 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30


.posts recentes

. Casamentos à moda antiga ...

. Casamentos à moda antiga ...

. Casamentos à moda antiga

. Alcino Serras - atleta d...

. Paulo Lourenço – trabalho...

. Paulo Lourenço – trabalho...

. Major-general médico Carl...

. Curioso costume

. Notícia de 1901

. Chuva de estrelas nas fes...

.arquivos

. Junho 2016

. Maio 2016

. Maio 2014

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

blogs SAPO

.subscrever feeds