Domingo, 13 de Março de 2005

Crónicas do Tejo (2)

Como era maravilhosa a pesca ao Sável, à Lampreia e à Saboga (Savelha), na zona das Mouriscas, Concavada, Alvega, Ortiga, Belver ... até Vila Velha de Ródão, Barca do Pego, Rossio, ou seja, toda a zona do Ribatejo. Eram milhares de pescadores nesta tarefa maravilhosa. Havia processos de reidão diferentes na sua captação. Nas zonas de rocha, onde o Tejo é mais acidentado, ou seja de Mouriscas até Vila Velha de Ródão, têm paredões construídos em alvenaria, a que dão o nome de pesqueiras. As redes chamam-se reidões ou varelas. Noutras zonas usam-se as chamadas “lance” com sabogaros, tramalhos, entre outras redes.

Além dos peixes anteriormente mencionados pescavam-se ainda o famoso Barbo, a Boga, o Achigã, a Eirós e o Muge ou Fataça.

---Usos e costumes do tempo da navegação

As célebres caldeiradas, o vinho puro de todo o Ribatejo, a camaradagem existente, uns trocavam lenha por peixe, outros peixe e lenha por vinho, etc. Os aldeamentos dos pescadores a quem alcunhávamos de cagaréus estavam implantados em algumas zonas do Ribatejo que recordo, no Lopo, perto da ponte da CP em Abrantes, Tramagal, na Amoreira, em Santa Margarida, em Constância, na Barquinha, Golegã, Chamusca, Azinhaga, o maior aldeamente na foz do rio Alviela, em Alpiarça, Almeirim, Santarém, Muge e Valada do Ribatejo. Viviam praticamente só da pesca. Os seus barcos tinham dois bicos aos quais chamávamos Bateiras.

Havia no Tejo passagem de barco para as pessoas, animais e respectivas bagagens, produtos diversos menores, de uma para a outra margem. As que recordo: Alvega, Mouriscas, Barca do Pego, Tramagal, Constância, Barquinha, Alpiarça e Muge - havia as que transportavam viaturas e que se chamam Batelões - Barca da Amieira, Arrepiado e Vila Franca de Xira. Recordo que nos anos 30, 40 e 50 fizeram-se na zona do Castelo de Almourol, grandes explorações de pedras, que foram transportadas em barcos, para construir diques nas zonas de Arrepiado, Carregueira, Pinheiro Grande, Chamusca, Golegã, Alpiarça, Almeirim, etc., a fim de proteger todo o Ribatejo.

Nas zonas de Mouriscas e Alvega, no centro do rio Tejo, ainda hoje lá se encontram alguns vestígios das diversas azenhas que moíam o trigo e o milho.
Farinha esta para o fabrico do pão.

Desde Mouriscas a Vila Velha de Ródão existem paredões muito extensos que serviam de auxílio aos arrais para arribarem os barcos com o auxílio das silgas (homens a puxar com cordas).

---A constituição de alguns Barcos e nome das peças que os compõem:

Proa-Quilha-Freis-Cobertura
Fundo-Travessas-Braços-Costado-Cintas-Chamasseiras
Alcatrate-Dragas-Leme-Leito-Entreleito-Remos
Varas com Contra e Croque
Mastros-Velas-Escota-Ensarças-Paneiros-Vertedor-Fateixas



Este artigo foi escrito por Joaquim Lopes Cadete, natural de Mouriscas, onde reside e é proprietário duma cerâmica.
publicado por João Manuel Maia Alves às 19:48
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Junho 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30


.posts recentes

. Casamentos à moda antiga ...

. Casamentos à moda antiga ...

. Casamentos à moda antiga

. Alcino Serras - atleta d...

. Paulo Lourenço – trabalho...

. Paulo Lourenço – trabalho...

. Major-general médico Carl...

. Curioso costume

. Notícia de 1901

. Chuva de estrelas nas fes...

.arquivos

. Junho 2016

. Maio 2016

. Maio 2014

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

blogs SAPO

.subscrever feeds